top of page
  • Foto do escritorRoberta Advogada

As subcelebridades e o Reality Show "A Grande Conquista 2023", da Rede Record

Atualizado: 19 de abr.


AVISO: Este texto eu escrevi em junho do ano passado e estou repostando agora.

Vou fazer também um sobre A Grande Conquista 2024, em breve, neste blog.



Hoje eu quero falar um pouco sobre as subcelebridades que cada vez mais ''pipocam'' na TV aberta.

Como li (e de fato é isso mesmo) celebridade é aquele que faz sucesso por um talento ou mérito próprio,

específico, geralmente relacionado ao meio artístico, como um ator expressivo, um cantor de fama nacional, um pintor de renome...

Já a subcelebridade é aquele que vira notícia pelos motivos mais inusitados, desde invadir um palco de um programa ao vivo nu (a), como já aconteceu no Programa da Hebe segundo reli em 1997 e também no BBB 3; em 2020 num talk show espanhol...

Ser supostamente amante (ou namorada) de um famoso, e ainda ''pagar calcinha'', ou até mesmo aparecer publicamente sem calcinha, como Lilian Ramos com o então Presidente do Brasil Itamar Franco, em 1994... Apesar de ser modelo, muita gente a conheceu por causa daquele episódio específico, lembrado até hoje, que ela está com quase 60 anos de idade...

Ter um vídeo íntimo seu vazado e assistido por parlamentares em uma CPI em 2012, como a advogada Denise Rocha...

Trocar de roupa no estacionamento do Aeroporto de Congonhas, como fez a modelo Jéssica Lopes, em 2012...

Ser uma gari ou caminhoneira muito bonita e dentro de padrões estéticos, como Rita Mattos, Ester Santos, Débora Rodrigues...

Ou também um gari gato e dentro de padrões estéticos, como Tales Marcelo, que ganhou até para suplente de deputado federal ano passado, por Minas Gerais...

Ter um estilo de vida fitness, como Bella Falconi, Eva Andressa, Carol Borba...

Fazer dancinhas ''iradas'' no Tik Tok e Kwai, como Xurrasco, Xurrasca, Beca Barreto, Vanessa Lopes, Maria Clara Garcia, Maria Paula Marques, Luccas Abreu, Juliano Floss e Nilson Neto...

Ser ''enxotada'' da faculdade por estar com um tubinho rosa, como Geisy Arruda...

Ser uma advogada criminalista envolvida em polêmicas diversas e das mais diferentes searas, e viúva de um funkeiro jovem morto tragicamente, como Deolane Bezerra...

Mandar a polícia ir dar ''geral'' em favelas, não em festas de playboys na pandemia, como Lizi Gutierrez...

E depois ainda tentar emplacar uma ''ficada'' polêmica com Antonella do BBB e depois de ''Ilha Record''...

Até ser parente, amigo (a) ou ex alguma coisa de celebridades e famosos (incluindo outras subcelebridades), como es ex de Jojô Toddynho, Alexandre Suíta, Janielle irmã de Gil do Vigor, Sandra Melquíades, Bia Miranda, Jenny Miranda, Gabriel Roza...

Aliás, do Gabriel Roza eu quero falar em um post específico, separado.

Há quem fique famoso por uns dias ou talvez até consiga prolongar isso um pouco mais sendo chamado ao palco por algum famoso ''de peso'', como Matheus Novinho, que foi chamado ao palco num show de Anitta pela própria e até hoje colhe os frutos disso participando de reality shows da MTV; ou Tamires Vaz, que ficou famosa em 2019 ao ser chamada ao palco por Jon Bon Jovi no Rock in Rio e receber dele um selinho na boca e um "Te quiero"_ e matar todo mundo de inveja (rs).

Bem, depois da looooonga introdução (rs), o que tenho a dizer é que hoje há praticamente uma fábrica de subcelebridades na TV aberta e também nos realities da TV fechada e streamings, que alimentam os programas de auditórios e outros realities... é um ciclo.

Os participantes de tais programas são todos digamos reaproveitados em outros da mesma linha (ou semelhante); são, enfim, ''recicláveis''.

Hoje praticamente virou uma profissão, ser uma subcelebridade participante de diversos reality shows, como por exemplo: Bil Araújo, Nati Deodato, Lipe Ribeiro, Stéfani Bays, Lari Bottino, Rico Melquíades, Murilo Dias, Gabi Prado, e mais uma centena de nomes que você também deve estar lembrando aí.

E quanto mais polêmico e barraqueiro e menos ''planta'', melhor.

Por exemplo, a última edição de "A Fazenda", em 2022, estava difícil de engolir.

Acharam que o público queria era ver briga, barraco, gritaria e confusão, mas passaram completamente do ponto e o programa ficou morno e por fim insuportável de ser assistido.

Inúmeros veículos que dão cobertura do mesmo, como "A Tarde é Sua'', com Sônia Abrão, na Rede TV!, de segunda a sexta-feira, de 15 às 17 horas, e o canal do YouTube ''O Brasil que Deu Certo'', desistiram de dar a cobertura do referido reality.

Aliás, Sônia Abrão e equipe já desistiram de dar a cobertura de "A Fazenda" desde 2021, após o episódio em que Day esfaqueou o casaco de Rico sem ser punida e tudo foi tratado como uma ''brincadeira'' pela produção do programa.

Sônia e equipe acharam a conduta gravíssima e desistiram ali da cobertura do reality.

Esse ano, segundo tenho acompanhado, Sônia Abrão e o canal ''O Brasil que Deu Certo'' também já desistiram da cobertura de "A Grande Conquista''.

Será o início do fim do formato no Brasil?

Ainda vamos comentar muito sobre isso por aqui.

Beijos e até a próxima, amigos!




Thiago Servo foi o campeão de "A Grande Conquista 2023".





Natália Deodato, ex BBB 22 e também conhecida como ''Naty'', também se destacou no reality





Faby Monarca também teve uma participação polêmica no reality show da Rede Record

0 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page